Todo Amor Que Houver Nesta Vida Belo Horizonte-MG

Vó Amélia

Dê lembranças a todos nas orações.


E um dia em que ouvi-la, retrataria e remetia um passado em quase dois livros, 

Amélia abriu suas portas em momentos de prosa.
Causos, contos, cantos.
Lembranças de vindas e idas.
Pára, repousa, fica.
Em Minas que é terra de Gerais é que não ei de partir.
Café com biscoito, daquele que só ela faz.
Teve "sodar", violão, álbum de família, recordação.
Casas que passaram, reformaram, derrubaram e construíro.
Veio marido, filhos, e quem quisesse e pudesse.
Amigos criei, cartas deixei.
Memórias carrego no coração, na alma e na razão.
Com Deus, Maria e José, e o menino de Nazaré, sempre caminhando junto.
Sem fé, parar de pé num dá não!
Viver não é fácil!
De tantos ensinamentos e aprendizados, Zezé edificou nossa vida. Me deixando preparada por que há de vir.
Uma família: numerosa, lidadora, unida.
Vivemos um dia de cada vez, com o menino Jesus a nós abençoar.  

todo amor que houver nesta vida
todo amor que houver nesta vida
todo amor que houver nesta vida
todo amor que houver nesta vida
todo amor que houver nesta vida
todo amor que houver nesta vida
todo amor que houver nesta vida
todo amor que houver nesta vida
todo amor que houver nesta vida
todo amor que houver nesta vida
todo amor que houver nesta vida